Sextas de Arte e Ciência... 24 Fvereiro, 21h30, MAEDS

"Pintura e Medicina"
Com Dr. António M. D. Poças

José Poças nasceu no Porto em 1958 e vive em Setúbal desde 1982.
É médico especialista em Medicina Interna, Doenças Infeciosas e Medicina do Viajante.
Presentemente, é Director de Serviço de Infeciologia no Hospital São Bernardo em Setúbal.
É um apaixonado pelos diversos temas da História, sobretudo da epopeia dos Descobrimentos e, em particular pela figura de Cristóvão Colombo.
É  um ávido leitor, sobretudo de romances históricos, apreciando muito aprofundar o sentido das citações de autores célebres que utiliza nas suas palestras.


Inspirado por uma viagem a São Tomé e Príncipe e por muitos momentos que marcam a sua carreira médica, José Poças mergulhou até à parte mais profunda da sua própria memória e escreveu "Ode ou Réquiem", alegoria sobre a natureza do acto médico, a propósito de algumas históricas clínicas reais.


SÁBADOS NO MUSEU...11 Fevereiro. Contamos com a sua presença



16h00- Apresentação da exposição de Homenagem à Arquitecta Teresa Beirão "UMA OBRA DEDICADA  À ARQUITECTURA EM TERRA"

17h00- Conferência "IMIGRAÇÃO CONTEMPORÂNEA PARA PORTUGAL: MENOS TRABALHADORES, MAIS INVESTIDORES E... REFUGIADOS?"
Prof. Doutor Jorge Malheiros (Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa)


Homenagem à Arquitecta Teresa Beirão
UMA OBRA DEDICADA  À ARQUITECTURA EM TERRA
MAEDS- Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal
Av. Luisa Todi, 162, Setúbal

Arquitecta Teresa Beirão(1954-2015)
Teresa Beirão, com todo o seu trabalho e obra em prol da Arquitectura de terra em Portugal, foi uma das pioneiras na construção em terra, de uma forma contemporânea, e uma protagonista importante no ressurgimento, a partir de meados da década de 1990, da construção em terra crua em Portugal. Foi um membro impulsiona! dor da Associação Centro da Terra, com a qual colaborava activamente e onde exerceu o cargo de presidente.

A exposição faz uma retrospectiva do seu trabalho, com obras construídas entre 1996 e 2010, e inclui exemplos de habitações, edifícios públicos e intervenções em monumentos, como o caso do Castelo de Paderne.

A exposição ficará patente ao público de 11 Fevereiro a 31 Maio.
Horário de visitas:  Terça a Sábado das 9h00-12h30 e das 14h00 às 17h30.
Organização: Centro da Terra e Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal/ Associação de Municípios da Região de Setúbal.









Conferência "IMIGRAÇÃO CONTEMPORÂNEA PARA PORTUGAL: MENOS TRABALHADORES, MAIS INVESTIDORES E... REFUGIADOS?"

Prof. Doutor Jorge Malheiros (Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa)


Jorge Macaísta Malheiros
Geógrafo, Investigador e membro da direcção do Centro de Estudos Geográficos do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa, onde também desempenha as funções de professor associado. Desenvolve investigação nas áreas dos estudos sociais urbanos e das migrações internacionais, tendo ainda interesse nas questões de geopolítica, com destaque para a análise de fluxos, a integração dos imigrantes, as dinâmicas demográficas, as relações de género, os problemas da habitação e da segregação e as relações fronteiriças e transnacionais.

Publicou diversos trabalhos em Portugal e no estrangeiro e participou e coordenou projectos no domínio das migrações, da integração, da exclusão social e da habitação, sendo membro do comité editorial do IMISCOE-Amsterdam University Press/Springer (Migration) e correspondente português do SOPEMI–OCDE. É Correspondente/Avaliador ou membro do Comité Consultivo da Revue Belge de Géographie, Revue Europeénne des Migration Internationales, Revista Migrações (Lisboa), Cadernos Metrópole e Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais (UFP).


Marque já na sua agenda...


28 JANEIRO, 16H00, MUSEU NAVAL, ALMADA.


Conferência
"FENÍCIOS NO BAIXO SADO"

Por Carlos Tavares da Silva  (MAEDS/CEA)



Será também uma oportunidade para visitar um dos mais originais Museus do Distrito de Setúbal. Desfrute da magnífica vista sobre Lisboa desde a margem do Tejo.


Nota: Conferência integrada no ciclo "Conversas no Museu", organizado pelo Museu Naval de Almada.



Como chegar
Para usufruir desta paisagem poderá chegar a Cacilhas de barco, através do cacilheiro ou ferry-boat que efectua a ligação fluvial com o Cais do Sodré, e cujo percurso varia entre 10 a 15 minutos, e seguir a pé pela Rua do Gingal em um percurso ribeirinho de 1,25 km. A partir de Lisboa também poderá utilizar os autocarros dos Transportes do Sul do Tejo, com partidas da Praça de Espanha (152), Praça do Areeiro (160) ou Cidade Universitária (176) que terminam junto a Almada Velha, fazendo-se o restante percurso a pé e com a utilização do elevador panorâmico de Olho de Boi - junto à Casa da Cerca, que oferece uma deslumbrante panorâmica sobre o Tejo e a cidade de Lisboa. Outra alternativa de percurso para as chegadas às imediações de Almada Velha, a partir quer de Cacilhas, quer da rotunda centro-sul (junto à estação da Cova da Piedade) faz–se pela utilização do Metro Transportes do Sul.

Localização
Museu Naval
Olho de Boi - Ginjal
2800-205 Almada

Coordenadas GPS
38° 41' 2.350" N 9° 9' 40.658" W






SÁBADOS NO MUSEU

Ciclo de conferências

O Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal/Associação de Municípios da Região de Setúbal promove o ciclo de conferências "Sábados no Museu...", a primeira conferência terá lugar no dia 21 Janeiro, 16h30 no MAEDS. Contamos com a presença de todos.



21 Janeiro. 16h30
"Setúbal sob jurisdição da Ordem Militar de Santiago na Idade Média: a estruturação de um núcleo portuário urbano”

Dra.  Ana Cláudia Silveira (Doutoranda de História Medieval,  FCSH)

Ana Cláudia Silveira
Nasceu em Angola em 1972, licenciou-se em História na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, em 1994, sendo pós-graduada em História Medieval na mesma instituição. Encontra-se atualmente a preparar uma dissertação de doutoramento em História Medieval, desenvolvendo investigação sobre Setúbal sob orientação da Professora Doutora Amélia Aguiar Andrade.
É membro do Instituto de Estudos Medievais da Universidade Nova de Lisboa.
Tem vindo a interessar-se pela investigação de temáticas centradas na organização e desenvolvimento dos espaços litorais, na gestão territorial promovida pela Ordem Militar de Santiago nos seus domínios e na relação da instituição com outras esferas de poder.
Recebeu, em 2016, o Prémio de História Alberto Sampaio com o trabalho “Lavrar o Mar: a dinâmica da produção de sal em Setúbal no contexto dos salgados portugueses. Etapas de uma afirmação internacional”.

Entrada Livre


Org. MAEDS/AMRS




SAIBA MAIS SOBRE A NOSSA CULTURA MARÍTIMA... 14 JANEIRO, 16H00, MUSEU NAVAL, ALMADA. Marque já na sua agenda.



Conferência
"UMA CULTURA MARÍTIMA ANCESTRAL: MODO DE VIDA ANFÍBIO NO NEOLÍTICO DO ESTUÁRIO DO TEJO"

Por Joaquina Soares (MAEDS)

Será também uma oportunidade para visitar um dos mais originais Museus do Distrito de Setúbal. Desfrute da magnífica vista sobre Lisboa desde a margem do Tejo.

Nota: Conferência integrada no ciclo "Conversas no Museu", organizado pelo Museu Naval de Almada.

Como chegar
Para usufruir desta paisagem poderá chegar a Cacilhas de barco, através do cacilheiro ou ferry-boat que efectua a ligação fluvial com o Cais do Sodré, e cujo percurso varia entre 10 a 15 minutos, e seguir a pé pela Rua do Gingal em um percurso ribeirinho de 1,25 km. A partir de Lisboa também poderá utilizar os autocarros dos Transportes do Sul do Tejo, com partidas da Praça de Espanha (152), Praça do Areeiro (160) ou Cidade Universitária (176) que terminam junto a Almada Velha, fazendo-se o restante percurso a pé e com a utilização do elevador panorâmico de Olho de Boi - junto à Casa da Cerca, que oferece uma deslumbrante panorâmica sobre o Tejo e a cidade de Lisboa. Outra alternativa de percurso para as chegadas às imediações de Almada Velha, a partir quer de Cacilhas, quer da rotunda centro-sul (junto à estação da Cova da Piedade) faz–se pela utilização do Metro Transportes do Sul.

Localização
Museu Naval
Olho de Boi - Ginjal
2800-205 Almada

Coordenadas GPS
38° 41' 2.350" N 9° 9' 40.658" W